Comunicação Archives - Otimifica
Mentalidade digital x transformação digital: qual a diferença?

Mentalidade digital x transformação digital: qual a diferença?

Mentalidade digital x transformação digital: qual a diferença?

Mais do que transformação digital, estamos vivendo uma transformação cultural. Para transformar a sua empresa, você precisa construir uma
mentalidade digital.

Diariamente o mundo apresenta novos termos e novos desafios para os profissionais de marketing e empreendedores. Ouvimos falar de BI,  Big Data, IoT, inteligência artificial e, junto com isso, surgem inúmeros supostos especialistas, empoderados de toda essa tecnologia.

Muita gente se pergunta: será que eu consigo trazer tudo isso para dentro do meu negócio?

A verdade é que muito se fala que é simples e fácil gerar 2000% de crescimento em 6 meses, mas na hora de colocar em prática o furo é bem mais embaixo. Porque exige muito trabalho e não existe uma fórmula de marketing que funcione para todas as empresas.

E a pergunta que fica, é: como usar toda essa tecnologia para gerar resultados? Como conectar todos os pontos – e para ontem, na velocidade do digital?

O mundo inteiro está falando de transformação digital.

Porém, a experiência de implantação do marketing contemporâneo em uma série de empresas em parceria com agências dos mais variados portes, tem nos mostrado que o digital não traz resultados sem a mentalidade apropriada. E é por isso que aqui na Otimifica nós trabalhamos, primeiro, para construir a mentalidade digital nas empresas.

Mentalidade digital parece simples, mas a sua compreensão é profunda. Porque combinar pessoas e tecnologia não é uma tarefa superficial. No caso de empresas, que querem gerar mais resultados de negócio, usando a tecnologia de forma correta, isso envolve um processo ainda mais complexo: sincronizar essas pessoas com propósito, objetivos de negócio e, então, a tecnologia.

Para nós, mentalidade digital é mais do que transformação. É ter foco nas pessoas que vão criar e usar a tecnologia. Não adianta tentar transformar quem ainda não entendeu direito o contexto no qual estamos vivendo. Quem ainda não entendeu direito a cultura digital.

O que está por trás do conceito de mentalidade digital?
Mentalidade Digital é um conceito que vem sido trabalhado pela Otimifica, fundamental de ser compreendido por empresas comprometidas com as suas estratégias de marketing digital.
Desenvolvemos a metodologia INBOUND PR pela experiência com clientes de diversos portes que nos mostrou que o marketing digital de sucesso começa nos objetivos de negócio das empresas.

Saiba mais.

Transformação x mentalidade digital

 Para chegar na Mentalidade Digital, é preciso falar de transformação. Pense que de 1650 até 2003, foram apena 9 grandes transformações na forma de comunicar. Já entre 1994 e 2011, foram mais de 10 – com destaque para a mais recente, o Snapchat.

Se a mídia se tornou mais complexa, o que dirá a sua operacionalização. Para cada novo meio, desde os posters, em 1650, até o Snapchat, em 2001, é preciso uma nova estratégia. Ou seja, a forma como você cria uma estratégia para a TV é diferente da forma que você cria para o Facebook.

Isso é transformação. Várias mídias, formas diferentes de comunicar e consumir cada uma delas. A nossa atenção está dividida. Smartphones, tablets, watches. Há boatos de que existem mais pessoas com acesso a um smartphone do que a uma escova de dentes no mundo!


Mas se você observar bem, da perspectiva da mentalidade das pessoas que criam e consomem tecnologia, não foi a comunicação ou o marketing que mudaram. O que mudou, de fato, foi o ambiente em que vivemos, de 1650 até hoje: se antes éramos analógicos, agora somos digitais.  

Ser digital significa:

  • conectividade,
  • interatividade,
  • emoção e intuição,
  • agilidade,
  • usar dados para melhorar a relação com os seus públicos de interesse,
  • estar nos bolsos,
  • estar na nuvem,
  • ser relevante,
  • ser oportuno…

O desafio das empresas no digital é colocar a informação certa, na frente da pessoa certa. E para conseguir isso, com a combinação de tanta tecnologia e tanta gente envolvida, só mesmo com uma mentalidade comum.

E essa mentalidade precisa seguir a lógica do digital: a sincronização.


Mentalidade digital não é o fim da mentalidade analógica

 Daí você pode pensar: quer dizer então que o analógico morreu? Não. E nem vai morrer. Assim como a TV não substituiu o rádio, mas o transformou, a mentalidade digital dá novos sentidos à mentalidade analógica.

Um exemplo bem prático dessa afirmação é o case ganhador do Grand Prix de PR em Cannes Lions este ano. Ele conta a história de uma campanha realizada em Wall Street, Nova York, para estimular o empoderamento de mulheres para cargos de liderança em empresas do mercado financeiro:

 

 Uma estátua, portanto 100% analógica. Mas com impacto global, portanto all line. Quando a gente consegue sincronizar o on e o off, com base no propósito e foco nas personas, o resultado é wowline.

Isso é mentalidade digital.

Descubra o Índice de Maturidade Digital da sua Empresa

Veja aqui

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da  

Estratégia de Inbound: de landing pages a e-mail marketing

Estratégia de Inbound: de landing pages a e-mail marketing

Estratégia de Inbound: de landing pages a e-mail marketing

A internet está cheia de entendedores e fórmulas mágicas para captar leads e gerar vendas, quando o assunto é inbound marketing. Mas se você já trabalha com essa metodologia, sabe o quanto é difícil atrair e converter leads qualificados e aquecê-los até a decisão de compra. Requer estratégias de marketing de conteúdo, entendimento sobre palavras-chave (keywords), monitoramento do comportamento online, dentre outros fatores.

Na metodologia há duas ferramentas que são fundamentais: as landing pages e o e-mail marketing. Porém, não se engane: apesar de serem partes integradas e importantes no processo, inbound marketing não se resume ao uso destas duas ferramentas para captação de leads e construção de relacionamento digital.

Antes de avançarmos neste papo, é sempre importante lembrar o significado de Inbound: atração, que não é a melhor tradução, mas simplificamos dessa forma. A metodologia implica em atrair potenciais clientes (personas) por meio de conteúdo relevante, educar eles sobre o seu produtos, para então desenvolver um relacionamento digital que tende a se tornar uma venda. Por se tratar de uma metodologia de comunicação e marketing em que os resultados impactam nos negócios, o mercado rapidamente aderiu à prática.

Entretanto, para que o inbound seja realmente efetivo, é necessário um aprofundamento na jornada de conhecimento da metodologia por parte das empresas, para que possam entender as inúmeras possibilidades que existem e consigam ir além da simples publicação de landing pages e automação de e-mail marketing. É preciso foco e acima de tudo, cuidado com a persona. Por isso, resolvemos esclarecer o papel destas importantes ferramentas no universo do inbound.

Landing Page é a porta que entrega a solução de um problema

Imagine que o seu site é uma casa e que as landing pages seriam as portas. Em sua casa, cada cômodo tem uma função, no qual as pessoas são direcionadas conforme suas necessidades. O mesmo acontece no site, em que cada página possui suas determinadas funcionalidades. Para você entrar na cozinha é preciso passar pela porta e isso também acontece no inbound marketing, quando você disponibiliza uma isca digital (e-book, ferramenta, checklist) e as landing pages servem como uma porta que permitirá acesso.

Otimifica_Blog_Imagem_LandingPage

Landing Pages são páginas estratégicas, com poucos elementos e links, porém com conteúdos assertivos, que servem para converter visitantes em leads (contato). A partir desse momento, você consegue captar informações importantes como nome, e-mail e telefone, por exemplo, que serão cruciais para estreitar o relacionamento digital com essa persona. As landing pages não são auto-suficientes, afinal, você não saí por aí deixando seus dados em qualquer lugar, tem que valer a pena. Você precisa sempre se questionar: qual o benefício que estou entregando para a persona ao ponto de motivá-la a deixar o seu contato para obter esta informação/conhecimento?

Veja este exemplo:

Você está procurando entender mais sobre como pode melhorar as estratégias de marketing e comunicação da sua empresa, aliado ao seus objetivos de negócio. Então, vai ao Google e tenta descobrir se existe uma ferramenta como o Modelo Canvas de Negócio, aplicado à comunicação.

Na busca, você encontra o seguinte resultado:

Você clica neste resultado e cai diretamente na página abaixo, que explica as suas dúvidas sobre como usar a ferramenta do Canvas na Comunicação para o seu negócio:

como-usar-o-canvas-da-comunicacao-otimifica

Neste conteúdo, você descobriu que há um material com o passo a passo detalhado sobre o uso do Canvas da Comunicação, mas para ter acesso, basta você deixar o seu contato e fazer download do material informativo:

Pronto, você acaba de ser impactado por uma landing page e ao submeter seus dados, você se torna um lead (ou potencial cliente) para a empresa. A partir deste momento, você passa a fazer parte de uma jornada de aprendizado sobre a marca, seus produtos, serviços e o universo que cerca sua interação com a empresa. A relação entre marca e lead será construída através do compartilhamento de conteúdos ricos e relevantes ao seu perfil, por meio de e-mail marketing.

Email marketing é a ferramenta mais estratégica de relacionamento digital

Otimifica_Blog_Imagem_EmailMarketing

Quando você quer conquistar alguém e resolve escrever uma declaração romântica, certamente está tentando construir ou manter um relacionamento. Essa declaração apaixonada têm os mesmos componentes que um e-mail marketing bem estruturado e que fale a língua do Google. Para ser efetivo, é preciso que você:

  1. Use palavras e expressões que sejam familiares da pessoa que você quer conquistar, afinal vocês já se conhecem;
  2. Escreva para um destinatário específico, afinal ninguém escreve uma declaração para qualquer pessoa;
  3. Escolha uma mensagem única, pois uma declaração de amor idêntica para várias pessoas diferentes (não é amor, é cilada :D).

Essa associação simples, ilustra a diferença do marketing para o inbound marketing: o marketing tenta falar com todos, o inbound fala com personas. Personas precisam de relacionamento, e relacionamento é único e intransferível. Lembre disso ao escrever os seus e-mail marketing. Pense na sua persona e no momento dela em relação à interação com a sua marca, a taxa de abertura dos e-mails será diretamente proporcional ao cuidado que você tiver com a mensagem e seus destinatários.

Leia também: e-Book não é Inbound.

 

O inbound marketing é uma metodologia que envolve uma série de processos, desde os mais simples aos mais complexos. Não tem nada a ver com fórmulas mágicas e sim com estratégias e parâmetros de sucesso. Você deve ter compreendido que landing pages e e-mail marketing são partes essenciais de um todo, que contribuem para a jornada de um lead, que deve ser cada vez mais aquecido ao longo do relacionamento com a sua empresa.

Tenha cuidado ao colocar landing pages em materiais pouco qualificados e desinteressantes, pois você irá frustrar as expectativas das suas personas e causar impacto negativo sobre a sua empresa. E-mail marketing mal estruturados, enviados para bases enormes ou interruptivos/exaustivos/excessivos são chatos e começam a virar spam, também causando má impressão sobre o seu negócio. Invista em relacionamento e estratégias de comunicação e marketing bem delineadas, dessa forma, você estará no caminho de sucesso do Inbound Marketing.

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da  

Inbound Marketing: como vai a implantação na sua empresa?

Inbound Marketing: como vai a implantação na sua empresa?

Inbound Marketing: como vai a implantação na sua empresa?

O Inbound Marketing é uma das grandes estrelas do momento quando se fala em estratégias de marketing digital e vendas. No entanto, algumas empresas ainda ignoram o fato de que o Inbound vai além da simples implantação de uma ferramenta de automação de marketing e produção de e-books para a captação de leads: requer alinhamento com os objetivos estratégicos de negócios e a construção de relacionamentos, e isso leva tempo.

O processo comum que empresas têm feito é o caminho do conhecimento da metodologia, a compreensão dos benefícios que ela pode trazer para os resultados de vendas e então a definição da implantação da metodologia através de suas equipes internas ou terceirizadas para a operacionalização. E é neste momento que iniciam os desafios.

Fazer a integração de sistemas e produzir os primeiros conteúdos é fácil, mas se você já iniciou este processo deve saber que obter resultados de vendas efetivos e manter seus leads aquecidos e engajados é extremamente desafiador. Inclusive, você deve até já ter se questionado se a metodologia é realmente eficaz, correto? Saiba que sim, o Inbound pode melhorar significativamente os números da sua empresa e ainda reduzir os custos de aquisição de clientes, bem como os investimentos em publicidade online.

Porém, existe uma jornada até chegar nos resultados que você deseja, afinal o Inbound é uma estratégia de médio e longo prazo que precisa ser muito bem planejada. Para você que já está em fase de amadurecimento, separamos duas dicas que podem ser fatores de sucesso na sua jornada:

1ª dica: Inbound Marketing deve estar alinhado aos objetivos estratégicos de negócios

A maioria das empresas começa a implantar a metodologia a partir da definição de personas, mas esquece de se questionar quais são os objetivos reais de negócios, se as personas estão alinhadas a eles e, acima de tudo,  se a projeção do futuro é coerente com o momento atual de negócios.

O Inbound Marketing é uma metodologia que faz parte do direcionamento estratégico de negócios. O seu alinhamento, as definições de personas, o acompanhamento de vendas e a mensuração de resultados não podem ser delegados. Embora o Inbound exija uma grande força tática e operacional para funcionar, um dos fatores de sucesso é que esteja sincronizado na estrutura da organização, não há como trabalhar ele isoladamente.

Outro ponto importante é: embora a essência do Inbound passe pela produção de conteúdos, é uma metodologia de marketing e não de comunicação – o conteúdo é a ponta final em um processo que se inicia nos objetivos gerais de negócios. A produção de conteúdo de Inbound é diferente da produção de conteúdo publicitário, em que a empresa terceiriza a responsabilidade criativa para uma agência. Tenha sempre em mente que ninguém conhece melhor o seu negócio e sabe falar melhor dele do que você mesmo.

2ª dica: Inbound Marketing é também sobre construção de relacionamentos

Captar leads é uma tarefa super fácil na teoria: basta criar uma landing page (LP) na ferramenta de automação de marketing, patrocinar posts nas redes sociais, divulgar a oferta para os seus contatos, por e-mail, entre diversas táticas possíveis. Na prática, os consultores de inbound e profissionais que trabalham na operação, sabem que não é bem assim.

As pessoas estão sofrendo de infobesidade – exposição a uma grande quantidade de informações, anúncios e dados. Diversas marcas disputam a atenção de seus possíveis clientes e para se destacar nesse contexto competitivo, você precisa de uma estratégia de marketing que construa relacionamentos a médio e longo prazo.

Separamos algumas sugestões para auxiliar você a construir relacionamento com a sua persona:

  • PESQUISE – Converse com o seu melhor cliente e descubra quais são os pontos fortes e fracos da sua empresa;
  • ESCREVA – Produza conteúdos otimizados para o seu blog, com palavras-chave relacionadas a sua marca, produtos e serviços;
  • PLANEJE – Organize o calendário editorial das suas redes sociais, partindo sempre dos textos que você escreveu e complementando com outros conteúdos. O ideal é ter novas postagens todos os dias, variando entre cards, vídeos, fotos, frases e textos do blog;
  • SEGMENTE – Separe o conteúdo da sua newsletter de acordo com o perfil de público que irá recebê-la. Mailings muito grandes se tornam spam e podem gerar mais bounces (erros temporários na entrega de e-mails);
  • ANALISE – Faça relatórios mensais sobre a sua presença digital para mapear oportunidades, melhorias e se você está estabelecendo relacionamento com as personas certas.

Estas são apenas duas dicas que podem auxiliar no sucesso da sua jornada de implantação de Inbound Marketing. Como envolve muitos processos que precisam estar alinhados entre si e com toda a empresa, pode ser vantajoso para a sua empresa contratar consultoria de Inbound. Você terá especialistas trabalhando no monitoramento da sua presença digital e orientando as atividades no nível tático e operacional para que apresentem melhor desempenho de resultados.

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da  

Reputação: quanto vale a da sua empresa?

Reputação: quanto vale a da sua empresa?

Reputação: quanto vale a da sua empresa?

Provavelmente você pensou que a reputação da sua empresa vale muito, mas vale muito quanto? Vale o cuidado e o esforço, vale a contratação de profissionais capacitados para cuidar dela, vale o sucesso do seu negócio? No caminho da compreensão sobre qual o valor da reputação para uma empresa, alguns fatos  básicos ajudam a refletir sobre isso.

O primeiro deles é: grande ou pequena, a sua empresa já tem uma reputação. Reputação  é o resultado das percepções que as pessoas têm sobre a capacidade de entrega das suas promessas, sejam elas em forma de produtos ou serviços. E este é um caminho sem volta, não há como mudar o que foi escrito na mente das pessoas até aqui, mas você pode ditar o rumo daqui pra frente.

A década de 90 ficou conhecida como a era da inovação, os anos 2000 como a década do risco, e, em 2010, entramos na década da Reputation Economy. Na economia da reputação, as organizações precisam direcionar suas atenções para além da entrega de seus produtos, pois há a expectativa de uma postura mais humanizada e orientada por ações e estratégias que estejam de acordo com o papel social que se espera delas.

Ou seja, mais do que nunca, as organizações precisam ter clareza que suas ações influenciam o contexto social em que estão inseridas e que as consequências dessas ações vão impactar, significativamente, na maneira como as pessoas percebem e dão valor ao seu negócio.

Para deixar mais clara a importância da compreensão, trago aqui uma pesquisa. Anualmente o Reputation Institute conduz o estudo Global RepTrak® 100 avaliando a reputação de multinacionais nas 15 maiores economias do mundo – dentre elas o Brasil. No resultado do estudo de 2017 (você pode conferir aqui) há algumas informações super importantes:

  • As empresas com reputação excelente ou forte obtêm significativamente mais apoio do público;
  • Produtos/serviços, ou seja, o que você entrega, é o fator que mais influencia na reputação da empresa;
  • As empresas mais abertas, mais genuínas e que melhor se comunicam tem uma reputação mais forte;
  • Para construir reputação, é necessário reforçar o vínculo emocional que os consumidores têm com a sua empresa;
  • Familiaridade é um grande indicador de reputação para empresas e mercados; e
  • O crescimento da reputação de uma empresa é o resultado da familiaridade que as pessoas têm com ela e a entrega do conteúdo correto nos canais adequados e no momento apropriado.

 

A base da boa reputação é a comunicação estratégica.

 

A comunicação é o ponto-chave para a construção da reputação de uma empresa. É através das ferramentas de comunicação que a sua organização será capaz de se comunicar com aquelas pessoas que tem interesse no seu produto/serviço (as suas personas), e fazer com que elas estejam mais familiarizadas ou próximas à sua marca.

Este fator que muitas vezes parece intangível aos olhos dos empresários, ficou evidenciado na pesquisa acima. Uma estratégia capaz de integrar conteúdos de qualidade (aqueles pensados para cada persona) com a entrega nos canais adequados, aumentam a familiaridade das pessoas com o seu negócio, a sua reputação e, consequentemente, o impacto sobre o crescimento dos negócios da sua empresa.

É exatamente isso que a Coca-Cola faz, com maestria, há mais de 100 anos.

Quer comunicar melhor com as suas personas?
Baixe o Canvas da Comunicação

Agora vamos reformular a pergunta inicial: qual importância você dá para o cuidado com a reputação no dia a dia da sua empresa? Qual o investimento que você realiza para cuidar da sua reputação?

Reputação requer uma estratégia de comunicação sincronizada com marketing e vendas, 100%  alinhada aos objetivos de negócio das empresas.

É importante entender que ao comunicar uma mensagem que está distante do produto/serviço que você entrega ou da relação que a sua empresa tem no contexto social que está inserida, você projeta uma imagem desvirtuada que interferirá negativamente na reputação.

 

4 ações para praticar a reputação na sua empresa:

 

  • Pense na construção da reputação como a construção de relacionamentos afetivos. Para que sejam prósperos e duradouros é preciso verdade e troca contínua, a “familiaridade” que apontou a pesquisa.
  • Venda menos e compartilhe mais, fale menos sobre você e mais sobre os benefícios e vantagens que o seu produto/serviço pode entregar para quem está consumindo ele.
  • Participe da comunidade que você faz parte, a equipe que move sua empresa diariamente é composta por  influenciadores importantíssimos na sua reputação.
  • E por fim, invista em comunicação, lembre-se que por vezes o barato pode sair caro para a sua empresa.

Se você está tão preocupado em vender, quanto em engajar seus públicos, precisa ler mais sobre a nossa metodologia INBOUNDPR ou comunicação sincronizada.

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da  

Contexto e Canais: a dupla que vai amplificar o seu conteúdo

Contexto e Canais: a dupla que vai amplificar o seu conteúdo

Contexto e Canais: a dupla que vai amplificar o seu conteúdo

Talvez um dos maiores desafios quando se fala em estratégia de comunicação hoje seja conseguir executar todas as ações pensadas no planejamento de forma sincronizada. Dentre as variáveis que compõem a comunicação, existem dois pontos que quando somados, podem fazer toda a diferença no sincronismo da sua estratégia: os canais e o contexto.

Canais de comunicação são todos os meios através dos quais disseminamos as mensagens sobre marcas, pessoas e produtos. Pode ser o  Jornal X, a Rádio Y, o Facebook, o Linkedin, o site da sua empresa, todos eles são canais e existem muitos outros deles. E o contexto aqui pode ser considerado o conjunto de circunstâncias que estão ligadas ao canal, à mensagem, ao momento de envio e à recepção da mensagem pela persona. Todos esses fatores juntos vão dar o significado ao seu conteúdo.

Não há como controlar todas estas variáveis, mas podemos planejar o conteúdo de acordo com a forma que a nossa persona o consome. Para facilitar a sua compreensão vamos trazer um exemplo:

Sua empresa vende molho de tomate. Na análise de reputação digital que a equipe de marketing realizou foi apontado que a persona que compra o seu produto, consome conteúdo de receitas no youtube, em especial vídeos que aliem receita e humor. Por outro lado, esta mesma persona espera encontrar na internet (seu site) uma receita detalhada e confiável para que consiga seguir todos os passos. Ela ainda marca os amigos no instagram em promoções de # e compartilha dicas de gastronomia  no Facebook.

A mensagem é sempre a mesma em todos os canais, uma receita com o seu molho de tomate. O que muda são os canais de envio da mensagem e o contexto no qual ela vai receber o conteúdo.  Ou seja, o significado que a mensagem terá para a sua persona pode ser mais ou menos intenso considerando estes dois fatores.

Por isso, o que a sua empresa necessita pode não ser postagens no Facebook, mas sim investimento no Linkedin ou outro canal em que as suas personas estejam presentes. Lembre-se sempre que quem consome o seu produto provavelmente é alguém muito diferente de você, coloque-se no lugar dele, imagine suas necessidades e como a sua empresa pode ajudar a resolvê-las.

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da  

Como identificar veículos especializados

Como identificar veículos especializados

Como identificar veículos especializados
Um dos principais erros no trabalho de relacionamento com a imprensa é subestimar o poder dos veículos especializados. Normalmente, as pessoas e empresas querem aparecer na grande mídia e esquecem que veículos especializados podem ter um impacto gigantesco nos seus públicos de interesse.
Confira aqui 3 dicas para fugir do óbvio e ampliar a sua possibilidade de cobertura na mídia:

1. Converse com seu cliente e entenda o que ele lê.

Esse ponto é fundamental, pois normalmente os clientes estão mais ligados na concorrência e nos seus fornecedores do que você. Especialmente quando se trata de um mercado com qual você não está acostumado a trabalhar. Quando questionar o que o seu cliente lê, procure fugir das indicações de mídia mais tradicionais, como grandes revistas e jornais ou sites.

Ouça e tente descobrir que blogs, páginas de Facebook ou de LinkedIn que seu cliente costuma frequentar e visitar para buscar informações relevantes no seu mercado.

2. Procure associações e sindicatos.

Muitas entidades têm as suas próprias revistas ou área de notícias no site ou blog. Algumas vezes, mencionam matérias que saem em veículos especializados. Ou seja, através deles você pode chegar em veículos potencialmente interessantes.

3. Use a Blog Search Engine

Existe uma ferramenta específica para busca de blogs na internet aqui. Utilize essa ferramenta buscando pela palavra-chave de interesse do seu cliente e rapidamente você terá acesso a uma lista de influenciadores ou mesmo veículos que poderão ajudar você a difundir as informações

4. Use o Google Trends

O Google Trends é uma ferramenta gratuita do Google que também pode ajudar você a encontrar assuntos que estão em destaque, para relacionar com aquilo que você precisa divulgar e, através do que está mais em alta, chegar em novos veículos ou blogs especializados. Bastante utilizado para medir a popularidade de diversos assuntos, ele nos dá a opção de realizar comparações do volume de buscas entre diferentes palavras-chave, utilizando filtros por localização e período.

5. Use o Buzz Sumo

O Buzz Sumo é uma ferramenta para realizar pesquisas por assuntos relacionados ao que você está divulgando e descobrir o que está bombando nas redes sociais. O Buzz Sumo apresenta o número de compartilhamentos de posts em cada rede social, o que ajuda a verificar a popularidade de temas que você identificou no Google Trends. A ferramenta conta com alguns filtros, que permite você selecionar o período de tempo, linguagem e tipo de conteúdo.

Com essas dicas, você certamente vai encontrar caminhos alternativos para chegar em veículos especializados. Lembre-se que este é apenas um dos caminhos para gerar mais contatos e até mesmo estimular as vendas. Vá em frente e se quiser trocar uma ideia ou complementar a lista, deixe um recado nos comentários.

Se você ainda não baixou o Canvas da Comunicação, clique aqui.

Otimifica

Desenvolvemos uma metodologia que se transformou em uma inteligência de marketing para a transformação digital. Partindo dos objetivos de negócio dos nossos clientes, entregamos vendas e reputação em um único pacote, comunicando com as suas personas no all-line.

Todos os direitos reservados © Otimifica

Membro da